Todo empreendedor busca formas de alavancar seus ganhos e diminuir seus custos. É a matemática básica para toda empresa sobreviver com saúde financeira.

Uma boa saída é a exportação, pois você pode vender para o mundo todo e receber o pagamento em dólar, fora todo o prestígio que você traz para sua marca.

Contudo, essa coisa de comércio exterior, exportar e afins, parece que é só para as empresas gigantes, pois é complicado e caro. Mas na verdade, o que você precisa é de um bom planejamento, e mesmo que você seja um pequeno produtor, pode sim exportar, com algumas dicas para viabilizar.

Acompanhe com a gente essa nova série abordando formas de você viabilizar a exportação dos seus produtos, mesmo sendo um pequeno produtor.

Boa leitura.

Incentivos e programas

Um grande problema do pequeno produtor é a falta do capital necessário para tentar se aventurar no comércio exterior, para isso, a alternativa de financiamento exportação é uma boa saída para esses casos.

Recentemente falamos do Proex, modalidade de financiamento gerida pelo Banco do Brasil com orçamento federal, e possui vários incentivos para que o exportador possa aproveitar e colocar seu produto no mundo. A grande vantagem aqui é a flexibilidade de pagamento parcelado com baixas taxas de juros, e você ainda pode utilizar vários tipos de garantias, isso torna muito mais fácil para o pequeno produtor conseguir o capital necessário para internacionalizar sua marca.

Contudo, é importante lembrarmos que mesmo com o financiamento, é importantíssimo estar com as documentações todas em dia e fazer o processo da forma adequada, pois multas que ocorrem por algum erro, não serão contempladas e o prejuízo será todo seu.

Planejamento e assessoria

A melhor forma de otimizar o financiamento e ter ao seu lado um profissional de comércio exterior, pois o planejamento para exportar é fundamental para fazer valer o seu investimento.

Utilize-se do conhecimento e experiência de traders, para mapear as principais oportunidades de comercializar seu produto no exterior, levando em conta sempre a sua capacidade produtiva, pois não adianta vender mais do que você possa entregar.

Ainda nessa questão, consulte o especialista para saber sobre alguns regimes aduaneiros especiais, como o drawback por exemplo, que te permite importar um maquinário com menos taxas para aumentar sua produtividade, uma vez que você ateste que a finalidade da importação será revertida em exportação.

O Governo Federal sempre age em prol da exportação, pois isso é benéfico para a balança comercial do país e ajuda a economia a crescer, então é uma boa hora para aproveitar essa maré e colocar seu produto no mercado internacional.

Na próximo conteudo, falaremos de outra forma de viabilizar a exportação para pequenos produtores, através de consórcio exportação, fique ligado para não perder.

No mais, consulte a nossa assessoria e tire todas suas dúvidas sobre como começar exportar, seja você pequeno, médio ou grande produtor.